< voltar Compartilhe

Federações de Futebol da Polônia, Suécia e República Tcheca se recusam a jogar em território russo e cobram FIFA por uma solução

24 de fevereiro de 2022

créditos da imagem: FIFA/Divulgação

Nesta quinta-feira, dia 24, as Federações de Futebol da Polônia, Suécia e República Tcheca se posicionaram condenando a invasão da Rússia à Ucrânia. As três seleções estão na fase de repescagem das Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo e se recusam a jogar em território russo.

A Polônia enfrenta a Rússia em uma das semifinais, no dia 24, em Moscou e, em caso de vitória russa, a final, contra Suécia ou República Tcheca também aconteceria no país de Putin.

Em conjunto, as Federações dos três países dizem aguardar uma resposta imediata das entidades do futebol sobre o caso. Os países também cobram uma solução alternativa para a realização das partidas da repescagem. Confira:

“Com base no atual desenvolvimento alarmante do conflito entre a Rússia e a Ucrânia, incluindo a situação de segurança, as federações de futebol da Polônia, Suécia e República Tcheca expressam sua firme posição de que os jogos dos playoffs para a qualificação para a Copa do Mundo de 2022 no Catar, agendados para 24 e 29 de março de 2022, não devem ser jogados no território da Federação Russa.

Os assinantes deste apelo não consideram viajar para a Rússia e jogar partidas de futebol lá. A escalada militar que estamos observando traz sérias consequências e uma segurança consideravelmente menor para os times de futebol e delegações oficiais do nosso país.

Portanto, esperamos que a Fifa e a Uefa reajam imediatamente e apresentem soluções alternativas em relação aos locais onde essas partidas dos playoffs que se aproximam podem ser disputadas”.

Dirigentes da UEFA e da FIFA devem se reunir nos próximos dias para darem uma resposta ao posicionamento dos três países.

Compartilhe